#ADMKTdiscute: Como smartphones mudaram a forma de produção de conteúdo

Pesquisa


Publicada em 25 de Junho de 2019

Atualizada em 11 de Setembro de 2019


O #ADMKTdiscute dessa semana analisa um fenômeno muito atual, mas pouco discutido. Você já percebeu que as pessoas mudaram a forma de se comunicar com marcas e empresas? Três pesquisadores chegaram à conclusão de que o uso de smartphones privilegia conteúdos pouco específicos e mais emocionais. Como resultado, nesse dispositivo a quantidade de palavras utilizadas é menor que em desktops, por exemplo.   O ADMKT é o Grupo de Pesquisa e Extensão em Marketing e Comportamento do Consumidor da Universidade Federal de Goiás, localizado em Goiânia. A proposta do grupo é ser referência em pesquisa de marketing e ensino em nível de pós-graduação de marketing. Por essas razões, o grupo organiza o MBA em Gestão de Marketing e Análise do Consumo, único curso de especialização com visão gerencial da UFG. Continue acompanhando nossas atualizações!


Você já percebeu que nossa forma de comunicação com marcas, produtos e serviços vem mudando nos últimos anos? E já procurou relacionar essa mudança ao dispositivo que usamos para nos comunicar?

Essas foram as principais indagações que três pesquisadores fizeram ao estudarem o comportamento de consumidores que postam avaliações (reviews) de serviços de restaurantes. Cinco estudos identificaram os seguintes padrões de comportamento: avaliações produzidas em smartphones incluem conteúdos mais emocionais e breves do que aquelas produzidas em computadores. Esses conteúdos são expressos por meio de sentenças mais diretas, palavras menos específicas e expressões que resumem sentimentos positivos, como “ótimo” e “saboroso”.

Esses padrões foram encontrados pelos pesquisadores tanto em uma base de dados contendo mais de 29 mil avaliações na plataforma TripAdvisor quanto em três estudos experimentais em que os pesquisadores distribuíram aleatoriamente consumidores em dois grupos (pessoas usando PC e pessoas usando smartphones) para que produzissem uma avaliação sobre sua experiência mais recente. No último estudo, eles analisaram 28 mil tweets publicados sobre cultura e identificaram que o fenômeno também se repete em um contexto onde as postagens estão restritas a apenas 140 caracteres!

Os resultados revelam duas implicações práticas para as empresas: primeiramente, um fator responsável pela mudança na forma de comunicação entre consumidores e empresas. Em segundo lugar, o potencial impacto dessa nova forma de comunicação, uma vez que avaliações produzidas nos smartphones foram percebidas como mais interessantes pelos consumidores.

Referência: Melumad, S. et al. (2019). Selectively emotional: How smartphone use changes user-generated content. Journal of Marketing Research, 56(2), 259-275.